OS DESCAMINHOS DE UM CANDIDATO

Acabei de assistir 42 minutos de entrevista de Ciro Gomes a Glenn Grenwald em vídeo da Intercept. Assertivo nas opiniões como dever ser e polido como de costume, também como de hábito mostrou ser o único candidato de real oposição as bases estruturais da democracia capitalista brasileira. Sem limitar-se às fáceis indignações contra a miséria, a ridícula renda per capita, a situação no campo e nas periferias das cidades, clichês de todos os postulantes, referiu-se sempre que possível ao que considera a fonte principal de que as mazelas mencionadas são consequências diretas ou indiretas: a forma selvagem como o capital se apropria de mais valor nas indústrias e no cartel do sistema bancário.

Referiu-se duas vezes ao Rio Janeiro: na primeira disse que o Rio de Janeiro era o epicentro da corrupção no Brasil, tendo como evidência os ladrões, presos, Eduardo Cunha e Sergio Cabral. Ora, esses são ladrões pés de chinelo, não obstante o absurdo do que roubaram pessoalmente. O epicentro da corrupção está nas relações de longa data entre os grandes conglomerados privados e autoridades públicas em sistemática extorsão de benefícios contra os interesses da economia e até da soberania nacional. Documentadas pelas rocambolescas investigações da Lava Jato, a quase totalidade desses conglomerados estão operacionalmente sediados em São Paulo e é deles que têm saído os grandes criminosos. Políticos paulistas não estão na cadeia pela miopia da Lava Jato, como é publico e notório. Ciro Gomes errou seriamente na localização do epicentro da corrupção no Brasil.

Na segunda referência denunciou que os eleitores do Rio de Janeiro só estão interessados na descriminalização do uso das drogas. Talvez por isso sua campanha esteja negligenciando o terceiro colégio eleitoral do País. O candidato tem todo o direito de desprezar o voto fluminense. Mas me permito indagar: na companhia de quem anda Ciro Gomes quando vem ao Rio de Janeiro? E posso assegurar que ele não sabe, não é com quem, mas de quem está falando.

Compartilhe e Curta
RSS
Siga via E-mail
Facebook0
Google+
http://insightnet.com.br/segundaopiniao/?p=568
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *