Livros e Catálogos

Roberto Simonsen

Roberto Simonsen

O livro “Roberto Simonsen - Prelúdio à indústria”, de Luiz Cesar Faro e Mônica Sinelli, é um retrato fiel da meteórica a trajetória de Roberto Simonsen de brilhante aluno da Escola Politécnica de São Paulo até tornar-se o maior líder empresarial do país a partir da década de 1930.Nesse cenário, ao traçar o intenso e singular percurso de Roberto Simonsen na vida nacional, o presente livro busca contribuir para levantar em parte o manto de silêncio que se abateu sobre a figura do híbrido capitão de indústria e intelectual de proa. Ao nosso lado, em valiosas entrevistas que nos concederam, caminharam os eminentes acadêmicos Carlos Lessa, João Paulo dos Reis Velloso, Joseph Love – renomado brasilianista, da Universidade de Illinois (EUA) –, Ricardo Bielschowsky, Vera Cepêda e Luiz Gonzaga Belluzzo, que igualmente nos honra com sua assinatura no prefácio.


> Clique aqui e baixe o pdf

Hidrelétrica Teles Pires

Hidrelétrica Teles Pires

A construção da Hidrelétrica Teles Pires foi uma saga que reuniu 16 mil homens e mulheres ao longo de 41 meses. Na divisa dos estados do Pará e do Mato Grosso foi erguida uma das maiores usinas do país com um diferencial: o respeito ao meio ambiente. No meio da selva amazônica, foi premiada por sua contribuição à melhoria dos povos da floresta. Deixa como legado benfeitorias para as comunidades locais, como saúde, educação, infraestrutura e segurança pública.


> Clique aqui e baixe o pdf

Fayga Ostrower

Fayga Ostrower

O livro “Fayga Ostrower”, com a curadoria de Anna Bella Geiger, é uma seleção das obras mais emblemáticas da artista no período de 1940 a 2001. Seguindo à risca o conceito que Fayga imprimiu ao seu trabalho – a arte é para ser multiplicável e acessível


> Clique aqui e acesse o site

Marcos do Desenvolvimento Brasileiro

Marcos do Desenvolvimento Brasileiro

O livro, comemorativo dos dez anos de atuação do escritório MHM Advogados, reúne os maiores especialistas em suas áreas de atuação, que assinam artigos sobre os fatos econômicos mais importantes da vida brasileira desde 2004. Editada pela Insight Comunicação, a obra tem 60 páginas


> Clique aqui e baixe o pdf

Ignácio Rangel

Ignácio Rangel

Este oportuno livro faz parte das comemorações do centenário de nascimento de Ignácio Mourão Rangel, economista e pensador brasileiro independente e original. Ignácio Rangel é hoje reconhecido como um grande mestre de pendor crítico, um heterodoxo ímpar que participou ativamente de alguns dos períodos mais importantes de nossa história econômica. Sua visão singular, bem como sua atuação como intelectual público e sua identidade com o BNDES, desde sua fundação, justificam plenamente essa homenagem. O livro também permite uma maior aproximação do grande público, bem como da geração atual de economistas e técnicos do setor público, com uma das personagens mais criativas do pensamento econômico brasileiro.


> Clique aqui e baixe o pdf

Sobral Pinto - Toda liberdade é ingrime

Sobral Pinto - Toda liberdade é ingrime

Com base em uma vasta pesquisa em milhares de documentos distribuídos por mais de dez centros de documentação e acervos pessoais, o livro “Heráclito Fontoura Sobral Pinto: Toda Liberdade é Íngreme”, do historiador Márcio Scalercio, traça uma biografia detalhada de um dos mais importantes brasileiros do século passado. Editado pela Insight Comunicação (336 páginas), a obra, fundamentada em dezenas de entrevistas, descreve Sobral Pinto (1893-1991) como um advogado que jamais hesitou em combater interferências do Estado, abusos de poder e excessos da própria Justiça.


> Clique aqui e acesse o site

Arena Carioca

Arena Carioca

O livro Arena Carioca faz uma associação dos esportes ao ar livre no Rio de Janeiro com grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo ocorrida em 2014 e a Olimpíada de 2016. Editado pela Insight Comunicação, o livro mostra em suas 159 páginas que o Rio é a maior arena esportiva do planeta. No seu dia a dia são praticados dezenas de esportes, todos à vista da população. O livro faz a crônica dessa “Arena Carioca”, onde se praticam os esportes ao ar livre.


> Clique aqui e baixe o pdf

Formas e Riscados

Formas e Riscados

Formas & Riscados
traz um panorama diversificado da arte do Rio , passeando pelos múltiplos suportes – pintura, escultura, fotografia, desenho, objeto e gravura – e pela obra de artistas de diversas gerações. O livro busca fazer um mapeamento heterogêneo da arte na cidade, mostrando as múltiplas possibilidades que oferece entre seus criadores. Há nestas páginas um passeio pelas técnicas e pelos movimentos mais importantes das artes brasileiras nos últimos 100 anos. Estes artistas e seus trabalhos nos possibilitam contar histórias e lembrar de movimentos relevantes para a transformação das linguagens artísticas.


> Clique aqui e acesse o site
> Clique aqui e baixe o pdf

Belo Monte - Uma usina de conhecimento

Belo Monte - Uma usina de conhecimento

Nos últimos 30 anos muito se tem discutido sobre a hidroeletricidade, têm se organizado movimentos contra ela e várias teorias levantadas, inclusive que elas não poderiam ser consideradas nováveis, tudo no afã de tentar impedir a construção desse tipo de fonte geradora que tem dominado a matriz energética brasileira já há muitos anos


> Clique aqui e acesse o site

História da hotelaria no Brasil

História da hotelaria no Brasil

As riquezas naturais e culturais colocam o Brasil numa situação privilegiadade atratividade, entretanto há um longo caminho a percorrer até secolocar entre os melhores destinos do mundo. Fator preponderante nessaseqüência é a inquietação positiva por vencer obstáculos e fazer a coisa certa.


> Clique aqui e acesse o site

Raphael de Almeida Magalhães - Andanças de um sedutor

Raphael de Almeida Magalhães - Andanças de um sedutor

Apenas \"Rapha\" para os amigos, homem de muitas facetas, articulador, com grande trânsito nos mais diversos setores e com um poder de sedução que unia pessoas das mais variadas áreas do mundo empresarial, da política e do meio social do nosso país com grande desenvoltura.Mas não raras vezes o sedutor vestia a pele de cruzado e partia com agressividade incontida para o enfrentamento das ideias. E ai de quem fosse o adversário. Tribuno agressivo, destemido, sem medo de ir às vias de fato se a situação assim exigisse, Raphael preferia trocar sopapos do que trocar de ideia. E, o que é mais incrível, com a mesma expressão de adorável sedutor.


> Clique aqui e acesse o site

Eugênio Gudin - Inventário de flores e espinhos

Eugênio Gudin - Inventário de flores e espinhos

O livro “Eugênio Gudin - Inventário de flores e espinhos”, do historiador Márcio Scalercio e do jornalista Rodrigo de Almeida, retrata a vida de um homem de dois séculos e apara uma aresta incompreensível: a ausência de uma biografia ampla do pai dos economistas brasileiros e de um dos mais influentes pensadores liberais da história da nação. As 316 páginas, elaboradas a partir da consulta de mais de mil documentos e enriquecidas com depoimentos de personalidades, revelam as facetas do sacerdote cujo evangelho tentava exorcizar demônios atrelados às entranhas dos males nacionais, como a inflação, o desperdício do dinheiro público e o gigantismo estatal. A obra faz jus a uma das maiores preocupações de Gudin (1896-1986): tornar a economia um tema acessível a todos.


> Clique aqui e acesse o site

Ópera por Simonsen

Ópera por Simonsen

Simonsen deixou três óperas de presente para a Insight. E a Insight nem pestanejou. Editou os textos inéditos que o professor Mario Henrique Simonsen escreveu a seu pedido. A iniciativa teve o patrocínio da Vale.

Os quatro livros vêm acompanhados de CDs com as óperas completas Tristão e Isolda, Otello e Don Giovanni, acondicionados em estojo de luxo, com os direitos cedidos para a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB).

Com o projeto Ópera por Simonsen, a Insight Engenharia de Comunicação tem o grande orgulho de resgatar esses raros manuscritos de uma das maiores inteligências do país.

A Insight tem muita saudade de Mario Henrique Simonsen.

A tiragem integral do estojo Ópera por Simonsen foi adquirida pela Vale.


> Clique aqui e acesse o site

CONVERSAS COM ELIEZER

CONVERSAS COM ELIEZER

Não se trata de uma biografia ou de uma historio grafia, anunciam no prefácio os jornalistas Luiz César Faro, Carlos Pousa e Cláudio Fernandez, autores do livro. Elaborado com seriedade e modés tia, diante da absoluta resistência do engenheiro a qualquer tipo de promoção, o livro retrata a vida do homem público que primeiro presidiu a Companhia Vale do Rio Doce. Enriquecido com vasto registro fotográfico, a obra consumiu dois anos de trabalho, mais de 80 horas de conversas gravadas, trans critas e reeditadas em capítulos e subcapítulos, em respeito à cronologia e aos assuntos tratados


> Clique aqui e acesse o site

MARIO

MARIO

Mosaico de depoimentos de personalidades que conviveram na intimidade com o economista e professor Mario Henrique Simonsen, o livro mostra a figura multifacetada do ex-ministro da Fazenda e do Planejamento, que gostava de cantar ópera e jogar xadrez. A obra reúne 28 depoimentos e 7 artigos de amigos e colaboradores “do economista que é um raro caso de inteligência que virou grife”, como registraram os jornalistas Luiz Cesar Faro e Coriolano Gatto.


> Clique aqui e acesse o site

JOSÉ LUIZ BULHÕES PEDREIRA – A INVENÇÃO DO ESTADO MODERNO BRASILEIRO

JOSÉ LUIZ BULHÕES PEDREIRA – A INVENÇÃO DO ESTADO MODERNO BRASILEIRO

Com base em 35 depoimentos de personalidades e consulta a centenas de documentos e reportagens, o livro “José Luiz Bulhões Pedreira – A Invenção do Estado Moderno Brasileiro” traça a trajetória de um dos mais importantes juristas do país, que teve participação decisiva entre os anos 50 e os anos 90 na elaboração de leis ordenadoras de variados segmentos da atividade econômica, tais como mercado de capitais, sistema financeiro, sociedades anônimas, setor elétrico, setor ferroviário, setor habitacional, Imposto de Renda e reforma monetária, em 1964 e em 1994 (Plano Real).


> Clique aqui e acesse o site

MÁRIO BHERING: MEMÓRIAS DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO

MÁRIO BHERING: MEMÓRIAS DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO

Escrever a biografia de Mário Penna Bhering seria pouco para retratar as inúmeras facetas deste homem que é uma das maiores referências do setor elétrico nacional. Prevaleceu, portanto, o formato de um livro autobiográfico nas suas primeiras 60 páginas, iconográfico nas suas páginas centrais e complementado por 33 depoimentos das mais variadas figuras que compõem o universo da história da energia elétrica brasileira: o ex-presidente José Sarney, os ex-ministros Antonio Dias Leite, João Camilo Pena, Eliezer Batista e Mario Gibson Barboza e o governador Aécio Neves, além de antigos e atuais dirigentes de companhias elétricas, entre outros.


> Clique aqui e acesse o site

NOVENTA ANOS DE ECONOMIA BRASILEIRA MARCOS INSTITUCIONAIS E DO DESENVOLVIMENTO

NOVENTA ANOS DE ECONOMIA BRASILEIRA MARCOS INSTITUCIONAIS E DO DESENVOLVIMENTO

Reúne depoimentos relativos aos principais acontecimentos que garantiram o desenvolvimento da economia brasileira desde 1915, quando a PwC instalou-se no país. O livro traz relatos testemunhais de observadores privilegiados e de representantes da sociedade brasileira, como os do ex-ministro de Minas e Energia Antonio Dias Leite, do jurista Ives Gandra da Silva Martins e do economista Edmar Bacha.


A Saga da Avicultura Brasileira

A Saga da Avicultura Brasileira

É com imensa satisfação que oferecemos esta obra descrevendo a saga e a contribuição da avicultura brasileira, revelando uma trajetória de sucesso raramente encontrada na história mundial. Trata-se de uma atividade que, por séculos, se desenvolveu de forma exclusivamente familiar e que, nas últimas décadas, se profissionou e se expandiu de forma extraordinária.


> Clique aqui e acesse o site

A PRESENÇA JAPONESA NA AVICULTURA BRASILEIRA DE EXPORTAÇÃO

A PRESENÇA JAPONESA NA AVICULTURA BRASILEIRA DE EXPORTAÇÃO

É lançado na Foodex Japan, a mais importante feira do setor de alimentos e bebidas da Ásia, o livro “A Presença Japonesa na Avicultura Brasileira de Exportação (1908-2008)”. Produzido para a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frango (ABEF), a obra, em português/japonês, retrata a importância da presença brasileira na avicultura brasileira de exportação.


> Clique aqui e acesse o site

100 BRASILEIROS

100 BRASILEIROS

Livro que reúne biografias de personalidades de destaque na história do Brasil em 13 segmentos: Arquitetura, Artes Plásticas, Ciência & Tecnologia, Cinema, Esportes, Literatura, Música, Teatro, Pensadores, Personagens da História, Heróis Desconhecidos, Heróis Nacionais e Heróis Militares. A obra, parte da campanha “ O Melhor do Brasil é o brasileiro”, foi coordenada pela Secretaria de Comunicação e Gestão Estratégica da Presidência da República (Secom) e organizada pela Fundação Biblioteca Nacional. Os textos foram produzidos pela Insight Engenharia de Comunicação


A SAGA DO ALGODÃO - DAS PRIMEIRAS LAVOURAS À AÇÃO NA OMC

A SAGA DO ALGODÃO - DAS PRIMEIRAS LAVOURAS À AÇÃO NA OMC

A Insight produziu e editou o livro A saga do algodão - das primeiras lavouras à ação na OMC. Com formato capa dura e 144 páginas, a obra descreve a história da cotonicultura brasileira até vitória inédita, em 2004, no processo aberto pelos produtores brasileiros na Organização Mundial de Comércio (OMC) contra os subsídios que o governo dos Estados Unidos concedeu aos produtores locais. O livro foi encomendado pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e será apresentado no próximo dia 8, em Brasília, durante encontro anual de confraternização da entidade.


> Clique aqui e acesse o site

CATÁLOGO “PINTURAS DO CONFRONTO” - 2007

CATÁLOGO “PINTURAS DO CONFRONTO” - 2007

O catálogo apresenta a exposição “Pinturas do Confronto”, de Juliano Guilherme, sua segunda individual, no Centro Cultural Cândido Mendes - Pequena Galeria, no Rio de Janeiro. O período da exposição: entre 28 de junho e 26 de julho. O trabalho de Juliano Guilherme é uma reflexão do impacto da sociedade pós-industrial sobre a gigantesca massa de excluídos da globalização


MARCOS VIANNA

MARCOS VIANNA

Marcos Pereira Vianna presidiu o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES de outubro de 1970 a março de 1979. Foi, até o presente, o presidente mais importante e longevo do Banco, tendo trabalhado sob os governos dos Generais Médici, Geisel e início da administração Figueiredo. Oriundo da Companhia Vale do Rio Doce, teve papel de destaque na viabilização do Porto de Tubarão, peça central na estratégia da empresa de conquistar o mercado japonês.


> Clique aqui e acesse o site

PINHAS - COLEÇÕES BRASILEIRAS

PINHAS - COLEÇÕES BRASILEIRAS

Surgidas na França, em meados do século XIX, as pinhas, ou boules d’escalier, como são conhecidas em todo o mundo, tiveram seu primeiro registro em 1845 e são uma variação dos objetos de pedra que ornamentavam os muros dos castelos, ou de madeira ou latão que adornavam as bordas dos leitos. A produção em vidro e, mais tarde, em cristal, e também seu formato, que passou do piriforme ao esférico, apareceria um pouco mais tarde.


> Clique aqui e acesse o site

Prêmio Mario Henrique Simonsen - 1996

Prêmio Mario Henrique Simonsen - 1996

A realização do Concurso Nacional de Estudos de Casos em Administração e Finanças _ Prêmio Mario Henrique Simonsen, cuja gestão/promoção foi compartilhada pela Abamec e pela Fundação Getulio Vargas, revelou a grande receptividade por parte de empresários, executivos, consultores e jornalistas. Esse material foi editado em cinco livros.


O Banco Universal Contemporâneo - 1996

 O Banco Universal Contemporâneo - 1996

O Banco Universal Contemporâneo, propõe para o Banco do Brasil uma nova função. É a do banco que, em sinergia com as grandes empresas privadas e estatais, absorve as tarefas de captação das poupanças, segurador, financiador e co-administrador.


Mãos à Obra, Brasil - 1994

Mãos à Obra, Brasil - 1994

Crescimento do mercado interno, criação de empresas, aumento do consumo e elevação do poder aquisitivo. Mais resgate da cidadania e dos direitos essenciais do ser humano e democratização das oportunidades. Mãos à Obra, Brasil, de 94, integrou a Ação da Cidadania contra a Miséria e pela Vida.


O Empresário como Espelho da Sociedade - 1994

O Empresário como Espelho da Sociedade - 1994

Gilberto Gil e Zico, Luís Fernando Veríssimo e Herbert de Souza, Roberto Campos e Vicentinho, Luiz Nassif e Washington Olivetto, entre outros, foram chamados, em 1994, para responder a uma complexa pergunta: o que é o empresário brasileiro? O resultado foi O Empresário e o Espelho da Sociedade.


S.O.S. Brasil

S.O.S. Brasil

Com o selo da Ação da Cidadania contra a Miséria e pela Vida, S.O.S., Brasil, 1993, mostrou o trabalho de empresas que, para além da simples contabilidade comercial, já estavam adotando medidas sociais compensatórias, diante de uma realidade de miséria absoluta.


Brasil Urgente - 1993

Brasil Urgente - 1993

Patrocinada pela Sasse Seguros e com a colaboração técnica da ESG, Brasil Urgente realizou um projeto de reflexão sobre os problemas nacionais, ouvindo lideranças do meio militar, empresarial e acadêmico, como: Barbosa Lima Sobrinho, Fábio Konder Comparato, Hélio Jaguaribe, Herbert de Souza, Hernani Goulart Fortuna, Jorge Gerdau, José Genoíno, Marcílio Marques Moreira, Maria da Conceição Tavares, Nélson Jobim e Sérgio Xavier Ferolla.


Desafios da Indústria Brasileira - 1992 e 1993

Desafios da Indústria Brasileira - 1992 e 1993

Grandes empresários e representantes do governo se reuniram, em 1991, para discutir os Desafios da Indústria Brasileira 92-93.


Cenários Sócio-Econômicos – 1991 e 1992

Cenários Sócio-Econômicos – 1991 e 1992

Em 1991 e 1992, duas publicações propuseram-se a discutir o Brasil e suas perspectivas a partir do ponto de vista de um banqueiro credor do país, um sociólogo, um ex-ministro, um padre, um dirigente de uma grande corporação estrangeira, um deputado, um economista e um líder empresarial.